O Orfanato - Passado e Presente

Índice de Artigos

A história do Orfanato se inicia em 1932, quando o Sr. Comendador Mattos, dono da antiga Papelaria Casa Mattos, acompanhado por um grupo de empresários e comerciantes da cidade do Rio de Janeiro, fundou um "abrigo" que pretendia dar amparo às crianças - algumas filhos(as) de seus próprios funcionários - e à outras crianças abandonadas pelos pais.

As necessidades de material escolar eram supridas pela própria Casa Mattos. Era oferecido também alimentação, artigos de higiene, limpeza, roupas de cama e mesa e de vestuário.

...e Presente

De 1932 até hoje, 80 anos depois, muita coisa aconteceu. O Orfanato não está mais localizado no bairro da Tijuca, mas sim na Praça Seca em Jacarepaguá. Hoje o Orfanato Santa Rita de Cássia é uma sociedade civil (instituição filantrópica), que oferece amor e carinho para 80 crianças e adolescentes, entre 03 e 14 anos, em situação de vulnerabilidade social (obrigatoriamente meninas). As crianças são atendidas no sistema de externato - crianças faixa etária de 04 a 14 anos sob a guarda de pais ou familiares que não possuem condições de serem adequadamente sustentadas, ou no acolhimento institucional (abrigo) - crianças na faixa etária de 03 a 10 anos cujos pais perderam a guarda provisória. As crianças e adolescente são sempre encaminhadas ao Orfanato pela Vara  da Infância e/ou Conselho tutelar e vivem em situação vulneral ou abandono familiar.

A administração é realizada pelas Irmãs Franciscanas de Nossa Senhora do Bom Conselho e tem como Diretora Executiva a Irmã Maria Mabel de Luna Melo.

Destacamos que o atendimento externo (externato) surgiu da necessidade das mães das comunidades locais terem que trabalhar mas não terem com quem deixar as crianças. Ou seja, no sistema externato há uma família, mas existe a necessidade do suporte do Orfanato.